As boas notícias do Orçamento de Estado de 2019 estão sobretudo ligadas à interioridade.

Quem escolher o interior do país vai ter benefícios fiscais.

Para que a palavra de ordem deixe de ser desertificação o Orçamento de Estado de 2019 prevê um reforço de medidas para empresas e famílias no interior.

Empresas:

Estando já prevista uma dedução à coleta do IRC até 10% dos lucros retidos e reinvestidos em determinadas aplicações será a dedução máxima elevada até 20% da massa salarial quando estejam em causa investimentos elegíveis realizados no interior.

Este aumento da dedução está limitado pelas regras europeias em matéria de auxílios e dependente da aprovação da Comissão Europeia.

Famílias:

Para as famílias que se mudem para o interior e tornem da sua nova casa a sua residência permanente terão um aumento na dedução das rendas de casa no IRS.

A dedução sobe para mil euros por um período máximo de três anos ao invés dos 502 euros.

Para os estudantes que pretendam frequentar ou frequentem o ensino superior no interior terão um aumento nas deduções à coleta de IRS.

Subindo a dedução à colecta para 40% em despesas de educação sobe ainda o limite máximo permitido em deduções à coleta de IRS para mil euros quando a diferença entre o limite em vigor (800 euros) e este seja relativo a estas despesa.

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.